quarta-feira, 6 de março de 2013

Análise da Loteca - Jogo 12: Remo/PA X Tuna Luso/PA

JOGO 12
       Remo/PAXTuna Luso/PA
Domingo dia 10/03/13 às 16h00 no Estádio Baenão - Belém/PA
Jogo válido pela 2ª rodada do 2º turno do Campeonato Paraense de Futebol – 2013 
Remo/PA:
Nada de abatimento! Jogadores do Remo se reapresentaram no Baenão.
Ressaca pela derrota? Não no Remo. Os jogadores do Leão se reapresentaram na tarde desta segunda-feira, dia 4, no Estádio do Baenão, para iniciar os trabalhos visando a Taça Estado do Pará, o Segundo Turno do Campeonato Paraense. Para os jogadores que atuaram no clássico, um rápido treino regenerativo com voltas ao redor do gramado, enquanto os considerados reservas participaram de um treino físico com Pedro Henrique, preparador físico.
Mesmo com a derrota e a quebra da invencibilidade remista, que já durava dez partidas, um bom número de torcedores acompanhou a movimentação para incentivar o plantel azulino, atitude que animou os atletas. Para o zagueiro e capitão da equipe, Carlinho Rech, as declarações de apoio são reflexo da boa campanha do clube no Parazão.
Esse apoio é muito importante. A torcida só veio nos apoiar porque eles viram que, mesmo na derrota, nós lutamos até o fim da partida e buscamos o resultado desde o início. Apesar do início de campeonato com alguns problemas, nós sempre tivemos vontade de vencer o turno e fomos aguerridos. Viemos ao trabalho hoje com o pensamento que iria ter uma cobrança, mas tudo isso acabou até tranquilizando o elenco para nós darmos continuidade ao trabalho que estava sendo feito – confessou.
Ainda segundo o zagueiro, a derrota serviu como aprendizado para a equipe buscar o título do segundo turno do Campeonato Paraense e, consequentemente, a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro. O jogador, natural de Santa Catarina (SC), destacou a experiência do grupo como um ponto favorável para não deixar os atletas mais jovens se abaterem.
 Não vamos deixar essa derrota abater o elenco. O grupo é estável e está todo mundo bem psicologicamente. Sabemos que quando o grupo está unido, conversando muito, podemos tirar muita coisa boa da derrota. Quando se ganha, todo mundo acaba achando que está tudo bom, sem pensar na própria atuação e do companheiro de equipe. Mas, quando é uma derrota, nos faz pensar bem na atuação de cada jogador e buscar melhorar para o próximo jogo – finalizou. Já nesta terça-feira o técnico Flávio Araújo testou a equipe titular em duas diferente formações. Em uma utilizou o tradicional 4-4-2 e na outra optou por colocar três atacantes (4-3-3), num esquema bastante ofensivo visando a partida diante do Tuna.
O técnico Flávio Araújo promoveu, na tarde desta terça-feira, o primeiro coletivo antes da estreia no segundo turno do Campeonato Paraense, na próxima quinta, contra o Santa Cruz de Cuiarana. Os jogadores se deslocaram até o campo do Deca, em Benfica, distrito localizado na Região Metropolitana de Belém. Lá, o comandante azulino proveu algumas mudanças na equipe, a principal delas no esquema tático.
O Remo teve algumas ausências importantes no treino desta terça. Os zagueiros Mauro e Carlinho Rech e o lateral-direito Walber não participaram da movimentação. O capitão Rech ficou de fora por conta de um corte no pé. Já Mauro fez um trabalho de reforço musculares, mas a situação que preocupa mesmo é a do lateral-direito Walber, com uma lesão grau dois na coxa, que deve afastá-lo dos treinos de dez a quinze dias.
Sem os três titulares que compõem o setor defensivo, Flávio Araújo resolveu testar o time no 4-4-2, com: Fabiano; Rodrigo Guerra, Zé Antônio, Henrique e Berg; Nata, Gerônimo, Jhonnatan e Thiago Galhardo; Fábio Paulista e Leandro Cearense. No segundo tempo do coletivo, o técnico fez duas substituições: colocou Endy na lateral-direita, no lugar de Guerra, e atacante Val Barreto no lugar do volante Nata, armando o time no 4-3-3.
A mudança radical no estilo de jogo do Leão, segundo o técnico, ainda não será posta em prática contra o Santa Cruz de Cuiarana, adversário do clube na próxima quinta-feira. Flávio Araújo confirmou, após o treino, que o time continuará atuando no 3-5-2 e que essas alterações são apenas opções para o decorrer das partidas. O Clube do Remo estreia no segundo turno na próxima quinta-feira, dia 7, a partir das 20h30, diante do Santa Cruz de Cuiarana, no Mangueirão, após esta partida terá o dificílimo confronto em casa diante da líder Tuna Luso domingo às 16h00, time que vem de uma grande vitória diante do Águia de Marabá na última terça-feira.  
Tuna Luso/PA:
A Tuna Luso “voltou a respirar” no Campeonato Paraense 2013. Após conquistar apenas um ponto e marcar um gol durante os sete jogos do Primeiro Turno, a Cruz de Malta estreou em grande estilo na segunda metade do Parazão, ao vencer o Águia de Marabá por 4 a 1, na terça-feira, jogando no Estádio do Souza. Segundo o técnico Cacaio, essa era a vitória que a Lusa precisava para iniciar a recuperação no torneio.
- A gente nem esperava um placar tão grande. Vencer já estava de bom tamanho. No final, foi uma goleada, sim, mas o mais importante foi a vitória convincente, que deixou os jogadores e a torcida da Tuna mais tranquila. Os jogadores estavam vivendo uma situação vexatória, com as pessoas cobrando o gol e os três pontos. Isso nos deu tranquilidade, não sossego. Precisamos de três, quatro vitórias para tirar a Tuna dessa situação – disse.
Cacaio, além de melhorar a condição física, técnica e tática do time, também procurou, após o fim do Primeiro Turno, tirar o sentimento de tristeza e decepção do elenco pela péssima campanha. Segundo ele, o fator essencial para que os jogadores assimilassem a sua maneira de trabalhar foi a conversa. O técnico, agora, prepara a Tuna para o clássico do próximo domingo, diante do Clube do Remo, a partir das 16h, no Estádio Baenão. Para esta partida tem um desfalque importante, o lateral-direito Sinésio cumpre suspensão no jogo por ter recebido o terceiro cartão amarelo no último jogo.
- Não faz muito tempo que deixei de ser jogador, então é mais fácil sentar com os atletas e passar as coisas, o incentivo. Disse que só eles poderiam tirar a Tuna dessa situação. Era o nome deles que estava em jogo. É um grupo de honra, que assimila bem o que procuro passar. Agora temos três dias para trabalhar. Vamos jogar pensando na vitória, não podemos mentir e fugir disso. Respeitamos o Remo, mas temos condições de vencer seja onde e como for, completou o treinador.
Prognóstico: A equipe do Remo vai para o jogo no seu acanhado Estádio Baenão pensando somente na vitória, já que perdeu a final do 1º turno e precisa no encontro com a sua torcida dar uma resposta para provar que o resultado da final não interferirá na campanha deste turno. A Tuna Luso vai para o clássico motivada pela brilhante apresentação no jogo de estreia do 2º turno, porém, sem o seu principal destaque, o lateral-direito Sinésio que recebeu o terceiro cartão amarelo e cumpre suspensão. O Remo tem um bom elenco e perdeu a final num jogo muito equilibrado, apesar de muitos torcedores creditarem a derrota na conta do seu treinador devido ao estilo retranqueiro que montou na final. A Tuna já mostrou que vai dar trabalho neste 2º turno e vem disposta a somar mais três pontos e disparar na liderança. Para apostas simples indico a coluna 1. Caso queira buscar uma surpresa viável, indico a marcação das colunas 1 e 2.

Um comentário:

FABIO WHISK ZITO disse...

Agora volta tudo ao normal, o Remo volta ganhar e a Tuna Luso volta a perder.

Coluna 1. REMO.