quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Análise da Loteca 547 - Jogo 1: Criciuma/SC X Figueirense/SC

JOGO 1
Criciuma/SCXFigueirense/SC
Domingo dia 24/02/13 às 16h00 no Estádio Heriberto Hulse - SC
Jogo válido pela 8ª rodada do Campeonato Catarinense de Futebol – 2013 
Criciuma/SC: O único representante de Santa Catarina na Série A do Campeonato Brasileiro perdeu em casa para o time que era o lanterna do Catarinense. Antes fosse apenas este o fato, na visão do técnico Paulo Comelli. O treinador do Criciúma se disse envergonhado com a atuação da equipe tricolor diante do Guarani de Palhoça, no 1 a 0 dos visitantes no Heriberto Hülse. Foi a quarta derrota no comandante no Heriberto Hülse e a segunda seguida no estadual.
- Estou envergonhado perante o nosso torcedor pela partida que fizemos. Até perdemos jogos aqui sob o meu comando, contra o São Caetano, o América-MG, para o Barueri (todos na campanha de acesso à primeira divisão, no ano passado). Mas nunca estivemos tão apáticos – afirmou o treinador.
A equipe tinha a chance de ficar na terceira colocação caso vencesse o confronto da sexta rodada, que havia sido adiado. Porém, foi abatida pelo gol de Alan, aos 41 do primeiro tempo. Tento suficiente para que o Guarani de Palhoça alcançasse sua segunda vitória e saísse da última para a penúltima colocação. Situação que fez com que Paulo Comelli pedisse desculpas pelo resultado.
- Estou envergonhado pela maneira que nós jogamos perante o nosso torcedor. Não vi nunca uma equipe jogar de forma tão apática e errar tanto. Saio envergonhado. Peço desculpas ao nosso torcedor, pela maneira que foi e como foi. Não é falta de respeito ao Guarani. Não tem nada a ver. Mas é vergonhoso perdermos uma partida como esta – desabafou Comelli.
Lins está lesionado, Douglas se recupera de cirurgia e Zé Carlos está no futebol chinês. Restou ao técnico Paulo Comelli escalar o ataque do Criciúma com os dois jogadores da posição disponíveis. Fabinho e Giancarlo começaram a partida diante do Guarani de Palhoça. A carência ainda obrigou o treinador a mandar Maike, da equipe júnior, para o jogo em que o Tigre foi derrotado por 1 a 0, em casa, diante do Guaraní de Palhoça.
Paulo Comelli espera que mais jogadores de frente sejam contratados pelo departamento de futeboll. A situação, na visão do treinador, é emergencial. O treinador ressente a falta de opções, que ficou maior com a lesão de Lins, no início da semana. Ainda mais na comparação da quantidade que tinha ao dispor na campanha de acesso à Série A do Campeonato Brasileiro deste ano.
- Não temos jogadores. Temos só o Fabinho e o Giancarlo de atacante. Tínhamos sete atacantes no ano passado. E temos dois hoje. Tenho três, mas o Lins está machucado. São essas as opções, dois jogadores. É um setor que é necessário ter reposição, ter atletas, e infelizmente não temos. É evidente que tem que contratar. A gente tem que correr atrás, porém não está fácil. Acho que é necessário trazer para ter opções na parte ofensiva – afirmou o treinador, na entrevista coletiva após a partida.
Contratado para ser o substituto de Zé Carlos, Giancarlo ainda não está no ponto ideal, na opinião do treinador. Com escassez de ‘pé de obra’ para a linha de frente. O treinador chegou a colocar Maike, atleta das divisões de base, no confronto em que o Tigre saiu derrotado para o então lanterna do Catarinense, em casa.
O Criciúma nem sai do Heriberto Hülse para o compromisso da próxima rodada. O Tigre recebe o Figueirense às 16h de domingo. 

Figueirense/SC: O Figueirense terá que passar pelo Criciúma no Heriberto Hülse para chegar com chances de conquistar o titulo do turno na última rodada. Com 16 pontos, o Alvinegro está a dois da líder Chapecoense e uma vitória sobre o Tigre é fundamental para as pretensões do Figueira se quiser conquistar o primeiro turno.
Para o técnico Adilson Batista, a postura da equipe diante do Criciúma não vai mudar. Para ele, o importante é o time trabalhar bem quando estiver com a posse de bola e não deixar o adversário jogar quando ficar sem ela. Para isso, Adilson explica que o fundamental é o bom posicionamento do time dentro de campo.
— A postura vai ser a mesma, independente de ter três, dois ou um na frente. Com a bola ter personalidade para jogar, procurar o gol, explorar o lado que a gente entenda que seja importante e sem a bola neutralizar, ter força suficiente para a recuperaração. Precisamos ter um posicionamento correto para vencer o jogo — explicou Adilson.
A falta de gols do ataque do time não preocupa o técnico alvinegro, em sete jogos, dos 12 gols anotados pelo alvinegro, apenas um gol foi marcado por atacante. Marcelo Toscano balançou as redes contra o Atlético-IB. Para Adilson, o importante é a criação e isto a equipe, segundo o treinador, está fazendo. Com pouco tempo de trabalho, o técnico ressalta que ainda está conhecendo o time e que com o tempo o time vai melhorar.
— Não apenas isso (falta de gols de atacantes), mas a recomposição, a compactação, que você tenha a jogada individual. O importante é você criar. É apenas o início, estamos conhecendo. Eu trabalhei um ano com o Gerson Magrão na lateral esquerda, com o Danilinho eu trabalhei cinco jogos e os outros eu só enfrentei, então eu estou conhecendo esse grupo e isso também e é importante ressaltar isso — falou.
Sobre o Criciúma, Adilson faz questão de elogiar, além da equipe, o técnico adversário e sabe que eles vão entrar com vontade para reverter os dois resultados negativos que a equipe teve nas últimas rodadas.
— É um jogo difícil, um adversário que eu respeito, mas nós vamos para lá jogar o nosso futebol e tentar a vitória. É um time grande, de Série A, conquistou o acesso no ano passado com méritos. Conheço o trabalho do Paulo (Comelli) é um ótimo profissional. Eles veem de dois resultados negativos e existe uma cobrança, o que é normal — concluiu o técnico alvinegro. 

Prognóstico: Ocupando a sexta colocação com 8 pontos (2V, 2E e 3D em sete jogos) e contabilizando duas derrotas em seus últimos dois jogos (inclusive para o lanterna da competição) o Criciuma chega para o clássico com a intenção de melhorar a sua campanha na competição estadual, já que está à dez pontos do líder Chapecoense. Já o Figueirense precisa somente da vitória, já que a líder Chapecoense enfrenta na mesma rodada e horário o penúltimo colocado da competição em casa e teoricamente tem tudo para sair vencedor do confronto, e em caso de tropeço do Figueira a equipe vencerá antecipadamente o 1º turno. Vindo de vitórias em seus últimos três jogos e somando 16 pontos em sete jogos (5V, 1E e 1D), a equipe do Figueirense chega para o clássico com ares de favorito.
Partida entre equipes em situações momentâneas opostas. De um lado a equipe do Criciuma que procura a reabilitação perante a sua torcida após o fiasco da derrota no último jogo em casa, e do outro o time do Figueirense que vem motivado e embalado para tentar dar sequência a boa fase que vive. Acredito que a tranquilidade que vive o Figueirense fará a diferença nesta partida, sendo assim, o Figueirense sairá vitorioso deste confronto e não deixará a líder Chapecoense escapar, coluna 2.

3 comentários:

FABIO WHISK ZITO disse...

Um clássico, onde um pode agravar a crise do rival que por sua vez pode acabar com a esperança de titulo do outro.Pra mim, esta com cara de decisão e de empate também.

Coluna do Meio.

zé melancia disse...

Boa noite, amigos.

Pitaco do melancia finalizados.

tirem suas conclusões!!!

Nunca mude seu jogo, siga sua intuição e confie em seus palpites... O objetivo do blog e levar informações, jamais induzir o apostador.

Abraço

Arthur Boranelli disse...

amigos 1x vcs garantem o ponto,apesar de desfalcado criciuma nao perde, na duvida da empate