terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Análise da Loteca 546 - Jogo 6: Ponte Preta/SP X Santos/SP

JOGO 6
 
Ponte Preta/SPXSantos/SP
Domingo dia 17/02/13 às 18h30 no Estádio Moisés Lucarelli - SP
Jogo válido pela 8ª rodada do Campeonato Paulista de Futebol – 2013

 
Últimos jogos entre as equipes











Ponte Preta/SP: O empate diante do Ituano já faz parte do passado na Ponte Preta. Apesar do resultado não ter sido o esperado, principalmente pelas circunstâncias, já que a Alvinegra vencia por 3 a 1 até os 42 minutos do segundo tempo e permitiu a igualdade, o técnico Guto Ferreira afirmou que o importante, agora, é focar no confronto diante do Santos, domingo, no Majestoso, pela oitava rodada do Campeonato Paulista.
- Temos um jogo muito difícil contra o Santos que vai valer a liderança e temos que nos preparar para esse duelo. Estamos bem na tabela, somando pontos e chegando cada vez mais próximos de atingir o nosso objetivo dentro da competição – disse o treinador.
Depois do jogo contra o Ituano, no sábado, o elenco pontepretano ganhou dois dias de folga no carnaval. O grupo se reapresenta nesta terça-feira, quando terá início os preparativos para o duelo contra o Santos. O descanso deve ser benéfico para os atletas, isso porque alguns foram poupados diante do Galo por conta do desgaste físico na maratona de jogos nas primeiras sete rodadas do Estadual.

- Temos vários jogadores que estão muito desgastados devido ao número de jogos em sequência. Com essa folga voltamos a ficar tranquilos e todos podem voltar 100% na terça-feira - completou.

Ainda invicta na competição, a Ponte Preta busca diante do Santos mais uma vitória para assumir a primeira colocação de forma definitiva.
Os jogadores pontepretanos têm na ponta da língua a receita que os levou à liderança do Campeonato Paulista. Além do bom desempenho defensivo (a Macaca sofreu quatro gols em sete jogos), a equipe comemora a manutenção da base que conquistou bons resultados na temporada passada.
Do time que evitou o rebaixamento no Brasileirão, ficaram o goleiro Edson Bastos, os laterais Cicinho e Uendel, os zagueiros Cléber e Ferron e o volante Baraka. Todos se mantém na equipe titular do técnico Guto Ferreira. A eles, a Ponte juntou reforços pontuais, como o lateral Artur, o volante Bruno Silva, o meia Ramírez e o atacante William.
- Acho importante a manutenção da espinha dorsal do ano passado e agora estamos colhendo os frutos. Os jogadores se conhecem, principalmente nós do setor defensivo, e isso facilita um pouco. O importante é que a equipe vem bem e todos estão dando sua parcela de contribuição desde a marcação lá na frente - afirmou o goleiro Edson Bastos.
Ainda sem perder na temporada (quatro vitórias e três empates), a Ponte disputa a liderança do Paulistão no próximo domingo, contra o Santos, em Campinas. O resultado, porém, não vai alterar o planejamento da comissão técnica. Os jogadores acreditam que chegou a hora da Macaca sonhar com o primeiro título de expressão de sua história.
- A Ponte vem em uma crescente muito grande. Eu cheguei aqui no final de 2010. Desde então, chegamos entre os cinco no Paulista, conquistamos o acesso no Brasileiro, no ano passado chegamos à semifinal do Paulista e esse ano os jogadores que estão aqui vieram para fazer história - declarou o zagueiro Ferron.
- Nosso grupo não tem estrela, não existe vaidade. Todos estão com o mesmo foco, que é a Ponte Preta, e aí as coisas tendem a acontecer. Todos sabem da importância do Campeonato Paulista e estamos preparados para essa responsabilidade - completou Bastos.
A Alvinegra já esteve na liderança por algumas rodadas, mas provisoriamente. A equipe pontepretana soma 15 pontos, um a mais que o Santos, sendo quatro vitórias e três empates, nas sete rodadas. A promessa é de um estádio com a sua capacidade máxima preenchida, pedominantemente de torcedores pontepretanos (cerca de 17 mil torcedores da Macaca e 1.500 do Peixe). É esperado uma marcação especial (forte) dos jogadores da Macaca em cima do artilheiro Neymar.

Santos/SP: O zagueiro Edu Dracena, do Santos, não teve a reestreia que esperava. De volta ao time depois de seis meses e 20 dias parado, por causa de uma ruptura do ligamento cruzado do joelho esquerdo, ele participou da derrota por 3 a 1 para o Paulista, no último domingo, no Pacaembu. Sereno, o capitão diz que o time tem de aprender lições com o resultado para não repetir os erros diante da líder Ponte Preta, neste domingo, no estádio Moisés Lucarelli, e, principalmente, no mata-mata do estadual.
- Não podemos errar e tomar tantos contra-ataques. Foram muitos. Isso não pode acontecer no mata-mata, quando não dá tempo de corrigir. Agora dá, então temos de trabalhar. A Ponte será um adversário muito mais difícil do que Paulista. Por isso, temos de conversar, treinar e colocar a cabeça no lugar - diz.
A derrota do último domingo foi a primeira do Santos na temporada.
Léo estreiará domingo:
O lateral esquerdo Léo está em fase final de recuperação de uma artroscopia no joelho direito, realizada no fim do ano passado. O veterano jogador, que esteve perto de retornar ao time titular do Santos na derrota para o Paulista, no último domingo, no Pacaembu, está intensificando a sua preparação para ter condições de estar em campo diante da Ponte Preta, no próximo domingo.
“Fiz um trabalho de fortalecimento muscular no domingo e hoje (segunda-feira), a atividade foi no campo. Eu me sinto cada vez melhor condicionado na parte física e, seguindo nesse ritmo, vou estar à disposição para jogar na próxima rodada contra a Ponte”, explicou Léo.
Otimista, o ala elogiou o trabalho feito por toda a comissão técnica do clube praiano, durante o processo de recuperação da cirurgia. “As dores no joelho ficaram no passado e o trabalho de recuperação foi muito bem comandado pelo departamento médico e pelos preparadores físicos. Estou bastante motivado e muito feliz porque meu retorno ao Santos está cada vez mais próximo”, comentou.
Com o retorno iminente de Léo, Guilherme Santos vê a sua vaga na equipe cada vez mais ameaçada. O lateral, contratado por empréstimo junto ao Atlético-MG, até o final do ano, não vem agradando ao técnico Muricy Ramalho e aos torcedores santistas, que o vaiaram quando foi substituído pelo meia Felipe Anderson contra o Paulista. Santos foi o autor do pênalti que resultou no primeiro gol do time de Jundiaí na derrota de domingo.
A má fase do atual dono da camisa 3 pode acelerar a conquista do posto de titular por parte de Léo, atleta mais velho do elenco santista, com 37 anos de idade.
Atacante Miralles é dúvida:
Novo dono da camisa 9 do Santos, após ganhar a posição do centroavante André, o argentino Miralles pode ser dúvida para o jogo contra a Ponte Preta. O atacante portenho deixou o duelo contra o Paulista, no qual o Peixe foi derrotado, por 3 a 1, no último domingo, no Pacaembu, com uma fisgada na coxa esquerda
Apesar da preocupação com o jogador argentino, a comissão técnica santista acredita que Miralles tem chances de enfrentar a Macaca, justamente pelo fato de a equipe praiana ter uma semana inteira para se preparar para o seu próximo compromisso no Paulistão.
“Vou descansar e tenho a semana inteira para me recuperar. Tomara que eu possa estar em campo (diante da Ponte Preta)”, concluiu Miralles, vice-artilheiro da competição, com cinco gols marcados. O camisa 11 alvinegro, Neymar, lidera a artilharia do Estadual, com seis tentos anotados.

Prognóstico: Neste jogo o Santos irá enfrentar um ambiente totalmente contra. Realmente jogar nas condições atuais em Campinas não será nada fácil. A Ponte Preta vive um excelente momento, onde a confiança e a união da equipe são as bases deste sucesso. No elenco não existe um principal jogador que "leva" o time nas costas, à exemplo do rival de domingo, que por sinal, ficou mais evidente isso em sua última partida dispuda no Pacaembú, onde saiu derrotado para o Paulista por 3X1. A cada jogo fica notório a dependência do Santos com a sua estrela Neymar. Mesmo com a chegada de reforços de peso, o time continua se valendo dos dribles e gols do craque. Se o jogador não estiver "bem" o resultado final da partida normalmente não é benéfico para o alvinegro praiano. No entanto, quando o jogador está inspirado (o que ocorre com frequência) além do resultado positivo, o Peixe da show, sempre sendo comandado pela jóia criada no clube. Imagino que teremos um jogo onde o ritmo será ditado pelo equilíbrio, e se caso ocorra a vitória de um dos times será por um placar com uma diferença mínima de gols. Para as apostas simples indico o empate como melhor opção. No entanto, este jogo é muito arriscado para ir seco, sendo assim, para as apostas com duplos indico as colunas X2 (confiando em um Neymar inspirado - pois ao contrário disso, a vitória da Macaca será muito provável - resta saber qual será o rendimento do craque na partida - nem através da "Mãe Diná" é possível saber desta informação).

Um comentário:

FABIO WHISK ZITO disse...

Eu acho que o Santos ganha porque com os outros grandes focados na Libertadores, o Santos acaba sendo o maior favorito ao título e depois de perder para o Paulista daquele jeito,nao vai perder a segunda partida seguida, pois já deve ter aprendido a lição.
Coluna 2.